Textos Subterrâneos
Image 1 Image 2 Image 3 Image 4
floresilvestres-post

Flores Silvestres.
Uma Antologia de Abele Rizieri Ferrari
2013 / 320 pgs / 13×18 cm

“A Anarquia é, para mim, um meio para chegar à realização do indivíduo; não o contrário. Se assim fosse, a Anarquia também seria um fantasma.”

Mas não se pode ir para a sepultura com o coração cheio de tristeza e de choro. Antes disso, é preciso termos vivido intensamente como Artistas, como Rebeldes e como Heróis, sem nos termos alguma vez banhado nas águas amargas do arrependimento que correm pelos rios cristãos. O verdadeiro pecador original e genial, não pode morrer afogado nos redemoinhos lamacentos de um também lamacento remorso, mas sim envolto nas chamas encarnadas de um grandioso pecado. Antes de morrermos, é necessário termos consumido o nosso rico pensamento até à última centelha, termos feito do mundo uma festa e da Acção um gozo infinito.

Abele Rizieri Ferrari, mais conhecido pelo pseudónimo de Renzo Novatore, foi um poeta da anarquia que viveu alguns dos anos mais turbulentos de uma Itália revolucionária e pré-fascista, em que os sonhos de mudança radical de sociedade se esbateram com a traição socialista e a reacção bruta fascista, num país dividido em dois pólos extremos de conflito. Abele viu a sua vida ser-lhe ceifada muito cedo pelas forças de autoridade, nesse mesmo ano de 1922 em que Mussolini marchou sobre Roma, mas deixou-nos um legado quase único de escritos espalhados por revistas e jornais e que o tornam uma figura ímpar, ainda que quase desconhecida, na história do anarquismo. É parte desse legado que hoje recuperamos e trazemos para o português com esta antologia, que espelha o seu pensamento individualista radical nos antípodas de qualquer concepção anarquista tradicional e que o tornaram “maldito” mesmo entre os seus.

Descarregar PDF
Para pedidos escreve-nos para textosubterraneos@riseup.net